Saiba Mais

Estudo proporciona caminhos para mediação pedagógica online

Trabalho é recebido como relevante ao ser exposto em mesa-redonda de congresso ibero-americano no Chile

A modalidade blended learning (aprendizagem híbrida), que combina práticas de ensino presencial e a distância, é tema de estudo de um grupo de pesquisadores paulistas no qual está inserido a Dra. Danielle Aparecida do Nascimento dos Santos, vinculada ao corpo docente do Programa de Mestrado em Educação e coordenadora do curso de Pedagogia junto ao Núcleo de Educação a Distância (Nead) da Unoeste. O estudo que desenvolve aponta caminhos para a mediação pedagógica em ambiente virtual e foi apresentado em mesa-redonda no 4º Congresso Ibero-americano de Estilos de Aprendizagem, realizado em Concepción, no Chile.

A fala da pesquisadora proporcionou impacto positivo, rendendo elogios do presidente da mesa-redonda e do congresso, o espanhol Domingo Gallego. Ele classificou a pesquisa paulista como bastante relevante, por trabalhar com a tecnologia a favor da educação e da formação docente, apontando caminhos para mostrar que a mediação pedagógica pode ser plenamente desenvolvida no ambiente virtual. Outro fato positivo foi a oportunidade de observar que os assuntos tratados no congresso, por pesquisadores de várias partes do mundo, são os mesmos trabalhados no Mestrado em Educação da Unoeste.

Estiveram em debate questões como neurodidática, educação inclusiva e educação mediada por tecnologias, a qual Danielle ofereceu contribuição ao apresentar dados do estudo realizado em caráter interinstitucional, em parceria com a Unesp e financiamento da Fundação para o Desenvolvimento da Unesp (Fundunesp). A pesquisa “Desenvolvimento do conhecimento sobre blended learning na mediação pedagógica online” envolve mais de 40 pesquisadores de diferentes regiões do estado de São Paulo. No evento que se alterna de um ano para o outro, entre ibero-americano e mundial, Danielle enviou um trabalho em 2016, em Portugal.

No mundial do ano passado teve seu trabalho selecionado. E agora, no ibero-americano foi a única brasileira selecionada para falar sobre tecnologia da educação. Também apresentou cinco trabalhos produzidos em parceria com a Unesp sobre “Acessibilidade nos ambientes virtuais de aprendizagem: possibilidades para estudantes com deficiência visual”, no qual também se envolveram Ana Lúcia Farão Carneiro de Siqueira, Déborah Zaduski e Klaus Schlünzen.

Também incluindo a assinatura da Danielle, foram apresentados: “Tecnologias digitais e metodologias ativas de aprendizagem para a promoção de uma escola para todos”; “Práticas educacionais inclusivas e trabalho com projetos: favorecendo a aprendizagem de todos”; e “A inclusão pedagógica na educação superior a distância: possibilidades de educação para todos”.

Outro trabalho foi “Gestão escolar e a articulação intersetorial para a inclusão”. Uma atividade realizada exclusivamente no mestrado da Unoeste e enviada ao congresso foi “Educação e mobilidade digital: uma revisão sistemática da literatura no âmbito da pós-graduação”. O congresso foi realizado na Universidad de Concepción, de 26 a 28 de julho.

Fonte: https://www.unoeste.br/Noticias/2017/8/estudo-proporciona-caminhos-para-mediacao-pedagogica-online